27 de novembro de 2020

10 coisas que você (provavelmente) não sabia sobre o Havaí

Já falei aqui no blog que o Havaí tem um lugar especial no meu coração. Poucos lugares que conheço misturam com tanta perfeição a natureza em estado selvagem, com florestas, cachoeiras e praias desertas, com a civilização. Lá, o melhor dos dois mundos coexiste em harmonia. Já estive em cinco das oito ilhas do arquipélago […]

IMG_9523

Já falei aqui no blog que o Havaí tem um lugar especial no meu coração.

Poucos lugares que conheço misturam com tanta perfeição a natureza em estado selvagem, com florestas, cachoeiras e praias desertas, com a civilização. Lá, o melhor dos dois mundos coexiste em harmonia.

Já estive em cinco das oito ilhas do arquipélago e é difícil dizer de qual delas gosto mais. O bacana é que elas são super diferentes entre si e cada uma tem seus atrativos. Sempre que chega a hora de ir embora já estou com vontade de voltar.

E apesar de ser um destino turístico super famoso e estar no imaginário de muita gente, tem muita coisa que a gente não sabe sobre o 50º estado dos EUA.

Ok, você e eu sabemos que o Obama é de lá, que Waikiki é a praia mais famosa do Havaí e que Aloha significa tanto oi como tchau. Mas tem muito mais coisa, dá uma olhada…

IMG_9588

1. O Havaí é o mais isolado centro populacional do mundo

São 3.846 km de distância dos EUA e 6.437 km do Japão. Sim, visitar o Havaí requer um pouco de paciência (o voo desde Los Angeles dura cerca de cinco horas) e dinheiro (as passagens não costumam ser das mais baratas). Mas eu garanto que vale o investimento. thumb_IMG_6380_1024Por conta de sua localização e da poluição quase inexistente na região, é um lugar adorado pelos cientistas. Não à toa o arquipélago abriga um dos maiores observatórios astronômicos do mundo. A partir de 2018 também será a casa do maior telescópio do mundo, no topo do Mauna Kea, ao custo de mais de 1 bilhão de dólares.

 

Continua após a publicidade

2. Astronautas da Apolo treinaram pouso na lua no Havaí

Astronautas da Apolo 15 em 1970 (Foto Nasa)

Astronautas da Apolo 15 em 1970 (Foto Nasa)

Durante os anos 60 e 70 vários astronautas da Nasa, a agência espacial americana, participaram de treinamentos em Big Island porque o terreno no Mauna Kea se assemelhava com o da lua. A área em que eles treinaram hoje é chamada de Apolo Valley. Até hoje em dia o Havaí é usado pela Nasa para seus experimentos. Em agosto, seis pessoas concluíram um experimento após passarem um ano inteiro isoladas em uma cúpula.

 

Continua após a publicidade

3. Duas das oito ilhas são proibidas de se visitar

Kaho’olawe é a menor das oito ilhas que fazem parte do arquipélago e não é habitada. Durante a Segunda Guerra Mundial foi usada para testes de bombas e ficou conhecida como a “ilha alvo”. Ni’ihau também é fechada para visitantes. Os únicos que podem chegar lá são funcionários do governo norte-americano e da Marinha. É conhecida como a “ilha proibida”.  Além delas, fazem parte do Havaí: Oahu (onde fica Waikiki), Big Island, Maui, Kauai, Lanai e Molokai.

 

Continua após a publicidade

4. É o único estado americano que tem um palácio real

Inspirado nas residências dos monarcas europeus, o Rei Kalakaua deu início à construção do Palácio ‘Iolani por volta de 1870. O palácio, concluído em 1882, teve luz elétrica quatro anos antes da Casa Branca. A monarquia acabou em 1893, mas o palácio ainda está em Oahu e é aberto aos visitantes.

 

Continua após a publicidade

5. A área da Big Island aumenta diariamente

thumb_IMG_6293_1024Por conta da lava do Kilauea, o famoso vulcão em erupção desde 1983, a maior ilha havaiana continua crescendo dia após dia. Entre os anos de 1983 e 2002 cerca de 543 acres foram acrescidos à áera da Big Island. Estima-se que ela “cresça” 42 acres todos os anos. Além do Kilauea, a Big Island (cujo nome oficial é Hawai’i) ainda abriga outro gigantesco vulcão, o Mauna Loa, que entrou em erupção pela última vez em 1984.

 

Continua após a publicidade

6. O Havaí tem duas línguas oficiais

Tanto o inglês como o havaiano são reconhecidos como línguas oficias, fazendo do Havaí o único estado dos EUA a ser “bilíngue”. O alfabeto havaiano tem apenas 13 letras e todas as sílabas e palavras acabam com uma das cinco vogais. As consoantes usadas por eles são: H,K,L,M,N,P,W.

 

Continua após a publicidade

7. Parte da areia de Waikiki foi “importada”

IMG_9588Uma das praias mais famosas do mundo, Waikiki sofre com problemas de erosão e já foi um pântano. Nos anos 20 e 30, para tentar solucionar o problema, toneladas de areia foram levadas para Oahu de navio das praias de Manhattan Beach, na Califórnia, e Molokai, no próprio Havaí. Nos anos 70 esta prática parou e apenas areia das redondezas começou a ser usada em Waikiki.

 

Continua após a publicidade

8. Apesar de não ter vizinhos, o Havaí tem estradas interestaduais

Sim, apesar de ser o arquipélago mais isolado do mundo, o Havaí também tem estradas interestaduais. Lá, porém, não se usa o tradicional I como no resto dos EUA para designá-las. A letra usada no Havaí é o H. Além do Havaí, o Alaska (A) e Porto Rico (PRI) também possuem estradas interestaduais mesmo sem estarem conectados com outros estados.

 

Continua após a publicidade

9. O Havaí tem a montanha mais alta do mundo

Não você não está louco e o Everest não está no Havaí (se bem que o Everest já perdeu este posto). A montanha mais alta do mundo, medida do sopé até o pico (ou seja, levando em consideração o que está abaixo do nível do mar) é o Mauna Kea. O vulcão, cujo nome significa “montanha branca” em havaiano, tem 10.105 metros de altura, a partir do fundo do Oceano Pacífico. São 5.898 metros abaixo da superfície e outros 4.207 acima.

telescopes

 

Continua após a publicidade

10. Além de surfar também dá para esquiar em Big Island

Não espere por uma estação de esqui com teleférico e afins. Mas saiba que é possível, sim, praticar esportes de neve no Havaí dependendo da época do ano. O topo do Mauna Kea é o lugar mais procurado para isso, mas o esquema é improvisado. É preciso ter um carro com tração nas quatro rodas para fazer as vezes de teleférico e subir a estrada que leva ao topo da montanha. De lá dá pra descer de esqui ou snowboard. Durante o inverno a temperatura por lá pode chegar a -4°C. Existe até uma associação de esqui havaiana.

 

Continua após a publicidade

IMG_9690

 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
11993455895