3 de dezembro de 2020

De olho em Angra 3

O TCU aprovou dois relatórios de auditoria que fazem alertas a pontos das obras da Usina Termonuclear de Angra 3, um empreendimento tocado pela Eletronuclear orçado em 8 bilhões de reais. No primeiro caso, ao analisar um contrato de acompanhamento e fiscalização das obras de 79 milhões de reais, uma fiscalização do tribunal detectou entre […]

O TCU aprovou dois relatórios de auditoria que fazem alertas a pontos das obras da Usina Termonuclear de Angra 3, um empreendimento tocado pela Eletronuclear orçado em 8 bilhões de reais.

No primeiro caso, ao analisar um contrato de acompanhamento e fiscalização das obras de 79 milhões de reais, uma fiscalização do tribunal detectou entre outros achados que se deu mais peso na hora de escolher o vencedor para o critério técnico do que o menor preço – o que contraria a Lei de Licitações.

Embora não tenha causado prejuízo ao dinheiro público, o tribunal recomendou à estatal que tenha cuidado em novas contratações.

Uma inspeção do tribunal em um segundo contrato, no valor de 107 milhões de reais para contratar mão-de-obra, encontrou outras irregularidades. Uma das principais é que a licitação foi feita por preço global a partir de uma cotação de mercado.

Não houve, no entanto, detalhamento unitário das despesas a serem contratadas. O tribunal, que não considerou tão graves a ponto de anular a licitação, alertou a estatal para não adotar mais tal prática.

Continua após a publicidade

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
01511987618725